top of page

GOVERNO PEDE AO STF EFICÁCIA IMEDIATA DO NOVO DECRETO QUE ALTERA ALÍQUOTAS DE PIS/COFINS

O presidente da República, apresentou ao Supremo Tribunal Federal uma ação para garantir a legitimidade e a eficácia imediata de decreto sobre os valores das alíquotas de contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).


Em dezembro do ano passado, o então vice-presidente da República, no exercício da Presidência, promulgou o Decreto 11.322/2022, que reduziu pela metade as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins sobre receitas financeiras de pessoas jurídicas sujeitas ao regime de apuração não cumulativa (de 0,65% para 0,33% e de 4% para 2%, respectivamente). A norma estabelecia a data de vigor a partir de sua publicação, produzindo efeitos desde Janeiro desse ano.

Posts recentes

Ver tudo

Σχόλια


bottom of page